24.1.12

deixo-vos de escrever (por enquanto)

Como muitos de vocês se veio a aperceber, eu deixei de escrever frequentemente, infelizmente. É por opção, apenas perdi a paixão em escrever. Desabafava com um blog, onde as reacções eram: "escreves lindamente". Para uma pessoa que desabafa, isso não é o que queremos ouvir, queremos que nos ajudem nos problemas. Eu fartei-me, é natural, não estou a culpar ninguém. Peço desculpa a todos os meus seguidores, mas eu preciso de espaço para mim próprio, reflectir sobre os meus problemas.

6 comentários:

méri. disse...

Quem me dera poder ajudar-te, como sei que tanto precisas, quando assim o pedes, sem sequer o fazeres diretamente. Pois eu sinto isso nas tuas palavras, e na forma modificada de reagir comigo. Confesso que muitas vezes eu fui uma dessas pessoas. Pensava que se dissesse que estava bonito, e incrível o que transmitias, era necessário. Mas, ao conhecer-te um pouco mais a fundo, apercebo-me de que precisas de mais. Precisas de carinho e apoio. Precisas de alguém que esteja contigo, e não te deixe, por erros indetermináveis que cometas sem o quereres. Provavelmente irei pedir-te desculpa, mais uma vez, mas, não deveria, pois nenhum pedido de desculpa neste momento será suficiente. Compreendo que o teu coração, e tu, precisem de espaço, e tempo a sós. Mas, olha, se quiseres chama por mim. Sabes que podes confiar em mim, e afinal de contas eu não consigo adivinhar a intensidade e razão dos teus problemas para ir diretamente a eles, e ajudar-te. Assim como eu estou a compreender o teu lado, compreende também o meu, e como é difícil para mim tentar ajudar-te de tão longe. Falo por mim, apenas por mim, e não quero de todo, tornar-me egocêntrica, com este comentário de cima. Quero o teu bem. Quero o teu melhor. E quero que estejas feliz. Permite-me ir até mais longe, e eu vou tentar fazer mais e melhor. Perdoa-me.

Memita disse...

Acho que às vezes dás importância a coisas que não deverias dar e acho que não deverias escrever só para os outros, mas principalmente para ti. Escrever é uma forma de clarificar as coisas, de nos pôr ao corrente do que passa na nossa própria cabeça. É um alívio e algo que se faz por gosto. E as pessoas que escrevem para agradar aos outros não estão a dar uso correcto às palavras. Não me interpretes mal, estou só a ser frontal, como há uns tempos me disseste para ser. Mas concordo, esses comentários não ajudam nada e percebo que precises de espaço. Espero que voltes ao activo. Beijinhos tosco

Afonso Costa disse...

Todos nós precisamos de um espaço próprio... E talvez esteja a cometer o erro de te dar um conselho que poderá não se aplicar a ti ou que possa não ser tão bem vindo, mas... Não caias no erro nunca de gostares de escrever apenas pelo prazer instantâneo da esperança de seres retribuída por palavras calorosas e compreensivas. Nunca ninguém te vai perceber.

Escreve para te perceberes, nunca para seres percebida. E faz uma coisa: continua a escrever. Trilha o teu caminho pelas palavras até chegares a ti própria, em cada texto, em cada palavra, em cada pequeno pedaço de ti espelhado na escrita.

Um beijinho :)

abc disse...

Somos duas!

paulaguimarães. disse...

eu estimo minha querida, ele é a minha pedra preciosa! (:
NAO DEIXES DE ESCREVER SEJA QUAL FOR O MOTIVO, ESCREVER É TUDO!

sophie disse...

compreendo-te na perfeição